NOS BASTIDORES

O lado divertido da meditação

Conheça a designer por trás do estilo único de Headspace.

Headspace: Meditação e Sono

Relaxamento e Felicidade

VER

Se você já tentou encontrar a paz interior com a ajuda do Headspace, já deve ter percebido que esse popular app de meditação não se leva muito a sério. É mais provável que suas ilustrações e animações divertidas retratem pessoas meditando em lugares comuns, como em um banco da praça, do que no topo de uma montanha.

“Muitas pessoas acabam se sentindo excluídas da meditação por causa do linguajar místico e da imagem que fazem de chacras, seixos e incensos”, diz Anna Charity, líder de design do app. Sua direção de arte alivia esses aspectos em Headspace desde que o app foi lançado em 2012, o que foi essencial para destacá‑lo dos demais.

As ilustrações que Anna Charity e seu time criam para Headspace mostram pessoas comuns meditando a qualquer momento do dia

Há uma razão prática para o estilo de Anna evitar a afetação espiritual. “Mostramos pessoas meditando no metrô ou em praças para que os usuários também possam se imaginar meditando em diversas situações do cotidiano”, explica.

Isso faz sentido, já que o Headspace foi criado, em parte, para desmistificar a meditação.

A paleta de tons pastéis e até a escolha da fonte (Aperçu) fazem parte da abordagem sem exageros do app, diz Charity

“Uma ideia muito importante para nós é a de chegar às pessoas onde elas estiverem”, diz. “Tentamos acrescentar humor sempre que possível e apropriado, para que o aprendizado não seja maçante”.

Assim, os personagens ilustrados no estilo cartoon meditam na tela ao mesmo tempo em que esquiam, cozinham, andam de skate e dão piruetas. Eles podem ser vistos, por exemplo, em um parque, de olhos fechados, enquanto as pessoas ao redor batem papo no balanço ou carregam caixas de som.

A equipe do Headspace meditando na sede da empresa, em Santa Monica, na Califórnia

“Isso está totalmente alinhado com o princípio meditativo conhecido como 'mente de principiante', uma abordagem lúdica, quase infantil, sobre meditação e a vida”.

Chegar às pessoas onde elas estão foi o que tornou o app famoso, e essa característica continua a evoluir. As meditações narradas por Andy Puddicombe, um ex‑monge e cofundador do Headspace, podem durar apenas um minuto.

No Headspace, até as nuvens são felizes

“É por isso que tivemos que levar o Headspace para o celular – é o dispositivo que você usa para administrar todas as suas relações mais importantes, então não há lugar melhor para ser a casa do seu professor de meditação”.

Anna, uma praticante regular da meditação, incentiva outras pessoas a encontrarem tempo para a atividade. “Atualmente as pessoas vivem tão ocupadas, que talvez tenham apenas alguns minutos por dia para cuidar da própria mente”, diz. “Estamos prontos para elas quando tiverem esse tempo”.

    Headspace: Meditação e Sono

    Relaxamento e Felicidade

    VER